Bosco da Federal conhece projeto político para Rondônia

3 de novembro de 2017

Personagem de consistente representatividade na defesa dos direitos dos policiais federais no estado de Rondônia, o agente PF, João Bosco, conhecido em seu distrito eleitoral como Bosco da Federal, vem se aproximando cada vez mais das lideranças nacionais do PODEMOS, legenda que era o antigo PTN e que agora passa por um intenso processo de reformulação.

À frente do PODEMOS está o senador Álvaro Dias, que traz consigo um projeto de compor uma frente nacional integrada por nomes que estejam fora de qualquer escândalo de corrupção ou esquemas dentro dos poderes constituídos. Com esse grupo formado Álvaro poderá concorrer a presidência da república contando com uma forte base de nomes ao Congresso.

Entre essas possibilidades na mira de Álvaro Dias, e das lideranças do PODEMOS, está Bosco da Federal, que há cada dia vê uma possível corrida ao Senado ganhando musculatura e contando com apoio forte como da Federação Nacional dos Policiais Federais – FENAPEF.

Nesta última semana Bosco foi até Brasília para se reunir com a presidente do PODEMOS, deputada Renata Abreu, e o senador Álvaro Dias, onde ouviu a proposta da legenda e apresentou suas ideias políticas. Ao que tudo indica, o encontro foi produtivo e alicerçou ainda mais a possibilidade de uma chapa Ficha Limpa composta por agentes da Segurança Pública, Justiça e Sociedade Civil para concorrer às cadeiras ao legislativo, executivo e Congresso em Rondônia.

Pontos em comum

Para Bosco da Federal, o projeto do PODEMOS está dentro de sua pauta política, já que apoiam muitos pontos em comum como o combate severo á corrupção, o apoio irrestrito à operação Lava-Jato, a real valorização dos agentes de segurança pública no país, o fortalecimento da segurança na fronteira, e acima de tudo a seriedade no trato da coisa publica.

“Gostei muito do debate com as lideranças do PODEMOS, percebi que temos propostas parecidas, ainda é cedo para falar sobre candidaturas, mas acredito que o estado de Rondônia precisa dar essa oxigenada em seus representantes públicos no Congresso, não podemos compactuar com escândalos de corrupção e principalmente com o desmonte da operação Lava Jato, temos uma oportunidade muito grande de mudança e o PODEMOS se tornou um exemplo disso”, afirmou Bosco da Federal.

Caso as conversas avancem para compromisso, Bosco poderá encabeçar a legenda no estado e participar efetivamente da composição dos nomes que disputarão a eleição 2018 pelo partido em Rondônia.

Fonte: JH Notícias



Outras notícias