Carta aberta: ato de apoio dos caminhoneiros à PF, MPF e PRF

12 de julho de 2017

 

Curitiba, 11 de julho, de 2017

À Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Polícia Rodoviária Federal

Nós caminhoneiros atra

vés das ações realizadas hoje em Curitiba – PR, São José dos Campos –SP, São Bernardo do Campo –SP, Goiânia –GO, e Catalão–GO registramos nosso apoio a Polícia Federal, Ministério Público Federal e Polícia Rodoviária Federal. Os caminhões que hoje fazem carreata, nestas localidades, buscam chamar atenção da população brasileira para a importância da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Polícia Rodoviária Federal. Tais instituições ‘transportam’ em sua atuação a esperança de um Brasil mais justo, livre da corrupção e da criminalidade que estão destruindo nosso país.

 

Manobras e mudanças como a recente desestruturação da Operação Lava Jato, dificultando o trabalho do MPF em conjunto com a PF, são um verdadeiro atoleiro para as investigações e para o combate a corrupção. Sabemos que o caminho para combater a corrupção e passar o Brasil a limpo é l

 

ongo. Mas, ele não precisa ser como as estradas esburacadas que nós enfrentamos diariamente, que por vezes atrasam a chegada ao destino. E o Brasil tem urgência em chegar ao destino Justiça.

A corrupção tem tirado o nosso ganha pão, muitos dos nossos companheiros de estrada ficaram desempregados. Como disse o procurador Deltan “ a corrupção mata”, e quantos caminhoneiros, que enfrentam o sacrifício da distância da família, que na busca de dar um futuro melhor para seus fil

hos, seus pais, suas esposas, têm perdido a vida nas estradas em péssimas condições, por que o dinheiro que poderia consertar as estradas voou na cueca de algum político, ou passeou em mochilas de corruptos. Mas, tanto o contingenciamento no orçamento da PF, como as vidas perdidas nas estradas, infelizmente são apenas números para muitos.

Os caminhoneiros por anos transportam o produto do trabalho de todo um Brasil “nas costas” e sempre trabalhamos com orgulho da profissão que escolhemos, que geralmente

herdamos de nossos pais. Porém, atualmente trabalhamos com medo, porque além de enfrentar as estradas capengas, o risco de furtos, assaltos e sequestros tem sido uma constante. A ação dos bandidos é cada vez mais violenta, e a Polícia Rodoviária Federal, que por vezes, são nosso único ponto de apoio na estrada, também foi alvo de cortes dos recursos de 2017.

Quantos precisam morrer na mão de bandidos, ou em acidentes, para que o governo compreenda que este corte de recursos não é uma simples questão de economia, mas representa a sentença de morte para caminhoneiros e policiais rodoviários federais? É o famoso “barato que sai caro”, esta “economia” só irá contribuir para aumentar a criminalidade, o tráfico de drogas que seguirá pelas estradas e chegará as cidades.

Por isso, hoje nós caminhoneiros que participamos deste ato de apoio chamamos a atenção da população para a necessidade de mudar essa história. É preciso valorizar sobretudo a vida e o sacrifício de cada brasileiro que integra estas instituições e tem trabalhado incansavelmente, para mudar a realidade do nosso país para melhor. O combate a corrupção realizado pela PF e MPF não irá salvar apenas a vida de caminhoneiros. Os reforços nas ações da PRF não protegerão apenas a nossa categoria.

Antes, a valorização e o suporte devido a estas instituições podem garantir que o dinheiro público não seja roubado e a população tenha o direito ao atendimento de saúde com o mínimo de dignidade, podem impedir que a droga que destrói tantas famílias não chegue a porta da escola dos nossos filhos. Operações como a Lava Jato, tem importância fundamental, não apenas pelo combate a corrupção, mas, por ao menos deixar a população ciente de quem são os políticos corruptos, para que nas eleições todos nós possamos escolher quem irá governar de forma consciente.

A boleia do caminhão, nosso confessionário, tem cada vez mais escutado nossas preces e pensamentos, nesse silencioso clamor para que possamos superar este momento tão difícil que vive o Brasil. As estradas que cruzamos, para garantir o pão de cada dia, são testemunhas que nós caminhoneiros como todos os brasileiros trabalhadores, queremos viver em um país livre da corrupção. Pois, só assim o nosso país voltará a crescer, e teremos a chance de exercer nossa profissão com segurança e garantir o melhor para aqueles que são o futuro da nossa nação.

Que este ato de apoio ao trabalho da Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Polícia Rodoviária Federal, inspire a população brasileira a fazer outras ações demonstrando o apoio a aqueles que combatem esse mal, que é a corrupção. Nós, encerramos esta carta aberta expressando gratidão ao trabalho desempenhado até o presente momento e registrando que nossa admiração pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Ministério Público Federal é imensa, como os milhares de quilômetros que nossos caminhões percorrem, nas capengas estradas do nosso amado Brasil.

Wanderlei “Dedeco”
Representante dos Caminhoneiros no
Ato de Apoio a PF, MPF e PRF “



Outras notícias