Em Santarém, PF lança campanha em combate a falsificação de moedas

7 de março de 2017

maxresdefaultA delegacia da Polícia Federal (PF) em Santarém, no oeste do Pará, em parceria com a Superintendência Regional da Polícia Federal do Estado lançou nesta segunda-feira (6) uma campanha em combate à falsificação de moedas. A ação conta com a distribuição de material informativo em órgãos públicos e agências financeiras do município. O objetivo é conscientizar a população sobre o crime, ensinar a reconhecer material falsificado e informar sobre o que fazer ao se deparar com alguma moeda falsa.

Recentemente a delegacia de Polícia Federal em Santarém tem recebido inúmeras denúncias sobre ocorrência de notas falsas, o que tem preocupado o órgão, que atua no combate e repressão desse tipo de delito. A campanha segue até domingo (12).
Crime

Segundo o Artigo 289 do Código Penal, falsificar, fabricando-a ou alterando a moeda metálica ou papel moeda de curso legal (obrigado a aceitar) no país ou no estrangeiro. A pena mínima para o crime vai de 3 a 12 anos de prisão e multa. Na mesma pena incorre, quem por contra própria ou alheia importa, exporta, adquire, vende, troca, empresta, guarda ou introduz em circulação moeda falsa.

As cédulas têm elementos de segurança que certificam sua veracidade. Todas as informações sobre a primeira família e a segunda família de cédulas do real estão disponíveis no site do Banco Central do Brasil

Cuidados com dinheiro falso

Cédula ou moeda falsa é uma situação bastante comum. Caso o cidadão desconfie de que tenha alguma cédula falsa a recomendação é que não passe adiante. Ela deve ser entregue em uma Delegacia de Polícia Civil ou da Polícia Federal, oportunidade em que deverá ser registrado um Boletim de Ocorrência.



Outras notícias