Fenapef se reúne com sindicato alagoano para traçar estratégias pós-eleições

22 de outubro de 2018

Depois de dois dias de intenso debate sobre segurança pública no Brasil e no exterior, no 12º Seminário Nacional dos Agentes de Segurança do Poder Judiciário, no estado de Alagoas, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, reuniu-se com o sindicato local para tratar de temas da atualidade e traçar estratégias para os próximos anos.

O encontro com o Sindicato dos Policiais Federais de Alagoas, na última sexta (19), contou com a presença do presidente em exercício, Rogério Beleza, e o diretor jurídico do Sinpofal, Fernando Souto. Além deles, Jorge Venerando, um dos ex-presidentes da Fenapef, também contribuiu com a discussão.

“Conversamos sobre o atual momento político e algumas estratégias de atuação da Polícia Federal para depois de domingo (28), após o resultado do segundo turno”, explicou Boudens. O grupo também abordou as eleições da Fenapef, que escolherão a nova diretoria para o próximo triênio.

Seminário

O 12º Seminário Nacional dos Agentes de Segurança do Poder Judiciário Federal movimentou Maceió (AL) nos dias 18 e 19 de outubro. Na pauta, estavam temas como a experiência da polícia americana especializada em proteção de juízes federais, uma visão de como o FBI atua na defesa e proteção de autoridades e a criação de uma polícia dentro dos tribunais federais estão entre os temas a serem abordados no evento.

Luís Antônio Boudens esteve entre os palestrantes, falando sobre “Uma visão de organização de uma Polícia Institucional do Poder Judiciário: somando parcerias e preenchendo lacunas.”

“Nossa experiencia policial e nosso conhecimento em montagem de estruturas de segurança (pública e privada) reúnem as condições necessárias para contribuir com a discussão sobre essa atividade dentro do Poder Judiciário. Esse seminário foi um resultado das parcerias que os policiais federais vêm fazendo com outros profissionais, de todos os poderes, cujo intuito maior é fortalecer a segurança pública brasileira”, disse.

Comunicação Fenapef

 



Outras notícias