ÁREA RESTRITA
E-MAIL 
SENHA 

23/07/2012



Mensalão
Segurança reforçada para o julgamento



A segurança em torno do prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) é uma das principais preocupações da Corte às vésperas do julgamento do mensalão. Para evitar confusões entre partidários e opositores dos réus, os ministros estudam a melhor forma de fazer a vigilância do edifício, especialmente no próximo dia 2 — quando os magistrados começam a análise do caso. Nos próximos dias, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deve responder à solicitação do presidente do STF, ministro Carlos Ayres Britto, para que a Força Nacional de Segurança atue durante o julgamento.

 

 

O pedido foi apresentado ao Ministério da Justiça na semana passada. Entidades de todo o país organizam grandes protestos, que serão realizados na Praça dos Três Poderes, em frente ao prédio do Supremo. Um dos temores dos ministros do STF é de que as manifestações possam atrapalhar a leitura do processo e as sustentações orais dos advogados dos réus.

 

 

Apesar dos pedidos de reforço da segurança, o Supremo já anunciou que não haverá restrições aos protestos pacíficos realizados no entorno do prédio do STF. Mas a Corte quer definir um perímetro de isolamento do edifício, com o uso de grades. Isso porque o tratamento acústico do local não é suficiente para bloquear todos os ruídos. Outra justificativa é a necessidade de evitar possíveis danos ao prédio. No mês passado, a passagem de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) já havia causado a destruição de boa parte das janelas do Supremo. Mas os vidros foram trocados.

 

 

A área interna do prédio também terá a vigilância reforçada. O controle de pessoas deve ser bastante rígido para evitar confusões no plenário. O prazo para o cadastramento de jornalistas foi encerrado na última sexta-feira e o número de profissionais de imprensa no local será limitado.

 

 

O julgamento do mensalão deve durar pelo menos um mês, já que o caso tem 38 réus. Na última sexta-feira, o Supremo começou a realizar simulações do julgamento e esse trabalho continuará ao longo desta semana. O objetivo dos testes é avaliar a eficiência da logística traçada pelas equipes do STF responsáveis pela organização do julgamento. As cadeiras do plenário serão reservadas para os réus e seus defensores, além de assessores dos magistrados.

38 Número de réus que serão julgados no caso do mensalão


Fonte: Correio Braziliense

Efetue Login para ler os Comentários.

> CAMPANHAS
     
DENUNCIAR
> MAIS LIDAS+
> LEITURA E LAZER
> CONVÊNIOS
Federação Nacional dos Policiais Federais - FENAPEF
SEPS 712/912 - Bloco 01 - Salas 101 a 107 - Conjunto Pasteur
Fone: (61) 3445-5200 - CEP 70390-125 - Brasília - DF