ÁREA RESTRITA
E-MAIL 
SENHA 

Reunião
Fenapef busca solucionar problema de moradia de servidores lotados em Altamira



A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), se reuniu na tarde da última sexta-feira, 20, com o representante da presidência da empresa Norte Energia, general Orlando Plamplano. Na pauta do encontro a busca de uma solução para moradia dos policiais federais lotados em Altamira no Pará.  A Norte Energia é responsável pela Construção da Usina Belo Monte e irá investir, por meio de convênio, mais de R$ 100 milhões em novas viaturas, helicópteros e embarcações, além de reformas, ampliações e construções.



O fluxo migratório na Região de Altamira (PA) provocado pela construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte fez o custo de vida disparar em Altamira. Os preços de alugueis, hotéis e pousadas tiveram as maiores altas fazendo com que os policiais federais lotados na Delegacia de Altamira não consigam mais manter suas moradias. Conforme os policiais, vários contratos de aluguel terminam final do ano e sem opções de moradia os federais podem se alojar na sede da delegacia junto com suas famílias.

 

O diretor de Relações do Trabalho da Fenapef, Francisco Sabino, entregou um dossiê à presidência da empresa. Orlando Plamplano destacou que a região é carente de diversos serviços públicos. “Falta saneamento básico, escolas, hospitais e qualquer construção que se faça exige tempo”, disse.

 

Ele sinalizou que a solução seria a montagem de alojamentos emergenciais para os policiais que venham para a cidade em operação, arco de fogo e Operação Sentinela, porque são rápidos de fazer. “Também poderia ser construída uma nova delegacia, já que a atual está sem condições de servir a população”, ressaltou Sabino.  O representante da Norte Energia destacou que o ministério da Justiça precisa fazer um pedido oficial à empresa. “Assim podemos levar o documento ao presidente e definir a construção de moradias definitivas para os servidores lotados naquela região”. Segundo ele, a construção poderia demorar cerca de seis meses.

 

Um empecilho para a obra seria a falta de terrenos para disponibilizar à PF. “Todos os terrenos são da prefeitura ou do Patrimônio Geral da União”, frisou.

 

Segundo Francisco Sabino, a Fenapef foi até se reuniu com a Norte Energia  em razão da administração do DPF não se preocupar com a vida, segurança e bem estar dos seus servidores. “Eles não apóiam o servidor, só querem usar a marca, Grande Policia Federal,” afirma.

 

CASAS- A Norte Energia vai começar a construir três mil casas para seus funcionários. A obra demora cerca de seis meses. “São casas de 80 a 100 m2, bem espaçosas. Os alojamentos também são bons, climatizados, com piso e divisões; cozinha, banheiro e tudo mais que uma casa precisa. São entregues em 30 dias,” comentou o general. Ressalva ainda que qualquer coisa que seja feita na região tem iniciar até Dezembro desse ano, pois em 2014 fecham os projetos referentes à Usina que será entregue em 2019.


Também estiveram presentes na reunião dois assessores do general, srs. Socrátes Araújo e Renato Freitas


Fonte: Agência Fenapef

Efetue Login para ler os Comentários.

Federação Nacional dos Policiais Federais - FENAPEF
SEPS 712/912 - Bloco 01 - Salas 101 a 107 - Conjunto Pasteur
Fone: (61) 3445-5200 - CEP 70390-125 - Brasília - DF