ÁREA RESTRITA
E-MAIL 
SENHA 

31/07/2012



Veja
Thomaz Bastos não é mais advogado de Cachoeira



Um dia após o juiz federal Alderico Rocha Santos ter denunciado que foi chantageado por Andressa Mendonça, noiva do contraventor Carlinhos Cachoeira, o advogado Márcio Thomaz Bastos deixou a defesa do bicheiro. Os advogados Dora Cavalcante e Augusto Botelho, que integram a equipe, também vão deixar o caso.



Na última semana, Thomaz Bastos não acompanhou Cachoeira nas audiências de instrução do processo a que responde na Justiça Federal em Goiânia sobre o esquema de corrupção que comandava.


Em depoimento na época, o bicheiro se recusou a revelar detalhes da organização criminosa e optou por usar ironias na oitiva. Até pediu a namorada em casamento.


O episódio de chantagem envolvendo a mulher de Cachoeira foi decisivo para a saída de Thomaz Bastos do caso.


Os procuradores da República, Léa Batista, Marcelo Ribeiro e Daniel Salgado, do Ministério Público Federal (MPF) em Goiás, classificaram a mulher de Cachoeira como "mensageira do grupo criminoso" comandado por seu marido em Goiás.


Preso desde o dia 29 de fevereiro, Carlinhos Cachoeira chegou a ensaiar, na última semana, um discurso de que gostaria de "debater" questões do processo com o Ministério Público. Orientado por seus advogados, no entanto, silenciou a cada questionamento sobre as acusações e disse ter se tornado um “leproso jurídico”.


Nesta quarta-feira, em Brasília, agora já isolado de qualquer contato com Andressa Mendonça – a Justiça impediu que ambos se falem após a tentativa de chantagem ao juiz Rocha Santos – ele deve depor no Tribunal de Justiça do Distrito Federal.


Investigado também pela operação Saint Michel, da Polícia Civil do DF, o bicheiro foi denunciado, neste caso, por formação de quadrilha e tráfico de influência. Conforme as investigações, ele tentou obter vantagens irregulares para operar o sistema de bilhetagem eletrônica do transporte coletivo de Brasília e das regiões administrativas da capital.


Fonte: Veja

Efetue Login para ler os Comentários.

Federação Nacional dos Policiais Federais - FENAPEF
SEPS 712/912 - Bloco 01 - Salas 101 a 107 - Conjunto Pasteur
Fone: (61) 3445-5200 - CEP 70390-125 - Brasília - DF