ÁREA RESTRITA
E-MAIL 
SENHA 

15/08/2013



S.O.S Polícia Federal
Paralisação e Manifestação de Policiais Federais em São Paulo
Insatisfação e descaso do governo provocam onda de manifestações dos policiais, agora será em São Paulo



Foto: Agência Brasil de Comunicações

 

 

Policiais Federais agentes, escrivães, papiloscopistas participam na próxima terça-feira, 20 de agosto, de uma manifestação  em São Paulo.  A concentração será na sede do Sindicato dos Servidores da Polícia Federal (SINDPOLF/SP), à rua Belchior Carneiro, 323, Lapa de baixo, a partir das 9h30 da manhã.  O imenso elefante branco que representa o arcaico inquérito policial, um dos símbolos das manifestações, e já percorre diversos estados também  fará parte da manifestação. 

 

Os sindicatos de todo o país realizam assembleias nesta semana para decretar paralisação entre os dias 19 e 21 de agosto. O SINDPOLF/SP decretou paralisação no dia 20, nos ditames legais, atenderá situações emergenciais mantendo um efetivo mínimo e sem afetar a população.

 

 Servidores reivindicam soluções para os problemas de degradação do Departamento de Polícia Federal que já afetam diversas investigações. No último ano, a quantidade de operações caiu em 25,9%.  Em 2009 foram 2663 prisões pela PF; em 2010 -2734 prisões; 2011- 2089; 2012 – 1660 e neste ano 786.


A reestruturação da PF até hoje não ocorreu e o governo protela esta reivindicação há mais de três anos. Para os policiais, há necessidade urgente de racionalizar e aproveitar melhor todo o potencial de seus funcionários em prol da sociedade e da Polícia Federal. 

 

Os policiais  acreditam que o governo federal divide a Instituição já que o Departamento e o Ministério da Justiça não resolvem problemas relacionados ao aumento de perseguições internas e assédio moral que têm resultado na evasão dos policiais e aumento do número de doenças psicoemocionais.  


Pesquisa

 

Pesquisa inédita da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) indica que dos 2360 agentes, escrivães e papiloscopistas entrevistados, 86,53% deles não estão realizados no trabalho. Apenas 13,47% disseram que estão satisfeitos. Esse contingente representa cerca de 20% de todo o efetivo da PF.

 

Aproximadamente 97,84% dos entrevistados dizem que não têm as mesmas oportunidades de crescimento profissional sendo que  90,76% consideram que são  subaproveitados. Ao todo, 69,03% acreditam  que o ambiente de trabalho prejudica a saúde dos servidores - 30,30% responderam que por causa da atividade se submetem ou já se submeteram a tratamento psicológico ou psiquiátrico.

Os policiais retornam um ano depois do apelo: “Presidenta Dilma a Policia Federal pede Socorro” mas a categoria não foi ouvida.

 

Link da Pesquisa: http://www.fenapef.org.br/fenapef/noticia/index/42947

 


Fonte: SINDPOLF/SP com Agência Fenapef

Efetue Login para ler os Comentários.

Federação Nacional dos Policiais Federais - FENAPEF
SEPS 712/912 - Bloco 01 - Salas 101 a 107 - Conjunto Pasteur
Fone: (61) 3445-5200 - CEP 70390-125 - Brasília - DF