Grupo de representantes da PF em Santos realiza protesto contra a PEC 287/16

6 de abril de 2017

Segundo os manifestantes, a Proposta de Emenda à Constituição prejudica a categoria

Um grupo de representantes da Polícia Federal realizou um protesto em frente à sede da PF em Santos, no litoral de São Paulo, nesta quarta-feira (5), contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que tramita no Congresso com o objetivo de promover uma reforma na Previdência Social. Segundo os manifestantes, a medida prejudica a categoria.

O protesto foi promovido pela Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL) e pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

De acordo com a categoria, a PEC retira da Constituição o artigo que reconhece o risco da atividade policial e a menor expectativa de vida dos profissionais, itens levados em consideração para a concessão da aposentadoria.

Ainda segundo a categoria, caso a PEC seja aprovada, os policiais terão de contribuir para a Previdência por 45 anos, e trabalhar até aproximadamente seus 70 anos. No entanto, a expectativa de vida dos agentes no país, em média, é de 60 anos.

A proposta da categoria é que os profissionais da segurança pública sejam excluídos do atual texto da PEC, e tratados separadamente. Os policiais pretendem realizar outros protestos, caso isso não ocorra.



Outras notícias