Laudo dos papiloscopistas da PF possibilitou prisão de Geddel

11 de setembro de 2017

Cinquenta e um milhões de reais distribuídos em malas e caixas. Uma imagem que deixou o país de queixo caído. Por meio de um importante trabalho técnico, os papiloscopistas de Polícia Federal encontraram as impressões digitais de Geddel Vieira Lima, no apartamento em que o ex-ministro guardava a fortuna, o que possibilitou sua volta para a cadeia.

Saiba como foi feito o laudo dos papiloscopistas da PF e confira os bastidores da maior apreensão de dinheiro vivo do País em reportagem do Fantástico, veiculada nesse domingo (10).

 

Fonte: Jornal Nacional



Outras notícias