Operação Carne Fraca reforça compromisso da PF com a sociedade, diz Boudens

20 de Março de 2017

PF - OPERAÇÃO SEGUNDA TÁBUA (2)Agentes federais desmontaram, na sexta-feira (17), uma máfia de empresários que subornava  fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) e políticos para obter licenças de venda de proteína animal sem a fiscalização devida dos produtos frigoríficos.

Segundo as investigações, o esquema contava com a participação de fiscais da vigilância sanitária que eram subornados por empresários para flexibilizar a fiscalização, permitindo alterar datas de vencimento de carnes e utilizar agentes químicos proibidos. As fraudes eram aplicadas tanto nos produtos destinados ao consumo interno como para exportação.

Na avaliação do presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), a operação Carne Fraxa é de suma importância, uma vez que as empresas e servidores públicos envolvidos negligenciaram de forma grave a saúde dos consumidores.

“A operação carne fraca reforça o compromisso dos federais com combate à corrupção no Brasil e com os interesses da sociedade. O trabalho técnico investigativo não deve ser maculado por eventual interpretação dissociada da verdade dos fatos”, afirmou.

Ao todo, mais de 1,1 mil agentes federais atuaram na operação, realizada em sete estados.  Mais de 30 pessoas foram presas.


Agência Fenapef

Outras notícias