Policiais federais eleitos discutem propostas para a segurança pública

10 de agosto de 2017

Policiais federais que ocupam cargos eletivos em todo o país estão reunidos em Brasília (DF), nesta quinta-feira (10), a convite da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), para discutir propostas e soluções para a atual crise de segurança pública. O II Encontro Nacional dos Policiais Federais conta com a participação da diretoria da Fenapef e representantes das diretorias dos sindicatos estaduais.

Representantes da PF na Câmara dos Deputados, os policiais federais Aluísio Mendes e Eduardo Bolsonaro, abriram a solenidade falando sobre a realidade política nacional e possíveis mudanças na legislação eleitoral. O deputado estadual e ex-judoca brasileiro João Derly também prestigiou o evento e prometeu apoio aos pleitos da PF.

Na avaliação de Eduardo Bolsonaro, “os policiais federais precisam se unir e trabalhar juntos em prol de maior representatividade no Congresso Nacional”. Já Aluísio Mendes usou sua fala para destacar a confiança que a sociedade deposita na Polícia Federal. “A PF é uma das instituições com mais credibilidade junto aos brasileiros. Isso é muito significativo e nós podemos fazer ainda mais pelo Brasil”, apontou.

Para o presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, o Congresso Nacional precisa de pessoas comprometidas com a segurança do País. “Esse envolvimento é importante para que a PF não siga ameaçada com cortes sucessivos de gastos e reformas que prejudicam os policiais”.

Já o vice-presidente da Fenapef, Flavio Werneck, chamou atenção para a necessidade de mudança do modelo de segurança pública brasileiro. Segundo Werneck, “a metodologia atual é pautada por interesses corporativistas e os índices de elucidação de crimes revelam a ineficiência e os prejuízos que esse modelo causa ao setor”.

Para Werneck, o foco de todo do trabalho dos policiais federais tem sido pautado pelo compromisso com a segurança e a sociedade. “O nosso partido é a segurança pública”, finalizou.

Os policiais federais eleitos sendo quatro deputados, seis prefeitos, dois vice-prefeitos e 14 vereadores, falaram sobre o cenário político regional e fizeram proposições para a segurança pública.

A programação segue até às 18h com debates.

Agência Fenapef



Outras notícias