Reportagem do EM está na final do Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

14 de novembro de 2017

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press

A reportagem especial Dois destinos, publicada em 22 de janeiro pelo Estado de Minas, está na final da categoria Impresso do 1º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo, iniciativa da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (SINDIPOL/DF).

Inspirada no livro Dois irmãos, de Milton Hatoum, a reportagem especial do Estado de Minas contou – em oito páginas da edição impressa e por meio de um minidoc em site com outros conteúdos multimídias – a história real de dois irmãos separados pelo massacre de cerca de 60 presos no Complexo Prisional Anísio Jobim (Compaj), ocorrido em Manaus (AM) no primeiro dia do ano.

A reportagem contou a história da família de Renato, condenado por roubo que morreu aos 22 anos no massacre, Kauã, de 6, esperança da família de um futuro melhor na capital amazonense.

A partir da história deles, tendo como pano de fundo o romance Dois irmãos, os repórteres Alexandre Guzanshe (fotos), Fred Bottrel (vídeos) e Renan Damasceno (textos) mostram por que Manaus se tornou o estopim da explosão de violência irradiada ao sistema carcerário brasileiro, com mais de 130 mortos nas primeiras semanas de 2017.

CRISE CARCERÁRIA

Durante uma semana, a reportagem percorreu vários pontos de Manaus, que avançou desordenadamente sobre a floresta, chegando a mais de 2 milhões de habitantes, população sete vezes maior que há 50 anos. Nessa jornada, depoimentos de parentes de detentos mortos, moradores, juristas, geógrafos e sociólogos ajudam a entender a origem e as consequências da violência que se espalhou pelos presídios do país.

Símbolo do apogeu econômico do Brasil no início do século passado, impulsionada pelo Ciclo da Borracha, Manaus é hoje um retrato da encruzilhada entre a civilização e a barbárie no sistema prisional brasileiro, alimentada pela ausência do Estado, a superlotação das celas e as ramificações cada vez maiores do crime organizado.

PREMIAÇÃO

O resultado e a premiação dos vencedores do 1º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo, será em 22 de novembro, em Brasília. A escolha dos vencedores será feita por meio de votação entre os policiais federais.

em.com.br



Outras notícias