Um ano após campanha, policial federal conta como está a pequena Beatriz

24 de outubro de 2018

Entre setembro e outubro do ano passado, o escrivão de Polícia Federal Flávio Ricardo Moraes Scherer e sua esposa Bianca travaram uma intensa luta para custear o tratamento de sua filha Beatriz contra um tumor cerebral. Neste percurso foram inúmeras as pessoas solidárias que também engajaram na causa e juntos conseguiram o valor necessário para o tratamento. Completado um ano, o casal enviou a seguinte mensagem de agradecimento e atualização do estado de saúde da pequena Beatriz. Muitos souberam do problema e atenderam ao chamado do Sindipolf/SP por meio de matéria publicada em nosso site e replicada pela Fenapef.

Acompanhe a mensagem:

“Eu e minha esposa gostaríamos de agradecer a todos os colegas e amigos por toda ajuda que recebemos, seja financeira, em orações, energias positivas, cada um que da sua forma contribuiu para custearmos as despesas com a cirurgia da nossa filha Beatriz e vencer essa difícil etapa da nossa vida.

 

No último dia 18 de outubro completou-se um ano daquela cirurgia. Graças ao maravilhoso Deus ela se recuperou bem, e está se desenvolvendo, hoje com 2 anos e 5 meses. No entanto ainda assim precisou passar por mais duas cirurgias durante esses últimos 12 meses, a segunda em março e a outra agora em setembro. além das 30 sessões de radioterapia entre dez/2017 e fev/2018. Intercorrências que foram resolvidas com a graça de Deus que deu o dom de operar ao nosso anjo da guarda Neurocirurgião Dr. Marcos Stavale.

 

Não temos palavras nem gestos capazes de agradecer tudo que recebemos. Tenho certeza que cada ajuda foi e sempre será abençoada por Deus, tenho certeza que todo ato de bondade e compaixão não foi para receber nada em troca, mas Deus estará sempre iluminando aqueles que nos ajudaram.

 

Eu e minha esposa consideramos cada um como parte da nossa família. Nossa filha Beatriz é tão forte e iluminada que sua existência transcende nossa família, foi capaz de mover dezenas e dezenas de pessoas em prol de um único objetivo. Pessoas distantes de todos os cantos desse DPF, até então desconhecidos, que se sentiram tocados pelo desejo de ajudar – não há como negar que nada além da força de Deus é capaz de algo tão grande.

 

Sintam-se todos abraçados bem forte por todos nós!!!!

 

Flavio Scherer, Bianca Zulli e Beatriz Zulli Scherer”

Sindipolf/SP



Outras notícias